quarta-feira, 18 de julho de 2018

Sinopse | "Almas Gêmeas" - Nicholas Sparks

"Almas Gêmeas": novo romance de Nicholas Sparks será lançado em outubro!


     Preces atendidas: o novo livro de Nicholas Sparks não ficará para 2019! 🙌 

     "Almas Gêmeas" chega ao Brasil ao mesmo tempo que nos EUA e em todo o mundo. E a data escolhida para o lançamento é 16 de outubro. 

     Não esperava que a editora Arqueiro iniciaria tão cedo as divulgações para o vigésimo livro de Sparks! Fiquei surpreendido também com as características básicas do livro, como a capa e, principalmente, o título da tradução. Há alguns meses, fiz uma postagem especial em relação às expectativas para o livro, no qual destacava esses elementos. Bem, em relação a isso, pretendo comentar na resenha que farei do livro...

     Quanto à história e os temas que serão discutidos, apesar do que já foi divulgado, tudo ainda parece um pouco vago. Normal, afinal, é necessário manter a atmosfera de mistério para que os leitores sintam-se estimulados a lerem o romance. Mas enquanto isso não acontece, confira algumas informações e a sinopse oficial divulgada pela editora:

sábado, 9 de junho de 2018

Resenha | "Uma Estranha em Casa" - Shari Lapena

Surpresas e reviravoltas evidenciam o estilo da autora.


     "Uma Estranha em Casa" é o mais recente livro da autora Shari Lapena, lançado no Brasil no dia 21 de maio. No ano passado, a editora Record publicou "O Casal Que Mora ao Lado", que li no início do ano, sendo meu primeiro contato com a escrita da autora.

     Assim como no livro anterior, a autora debate temas interessantes em meio a muito mistério e investigação, expondo mais uma vez a complexidade das relações conjugais.
     

Informações


Título original: A Stranger in the House 
Autor (a): Shari Lapena
Tradução: Márcio El-Jaick
Editora: Record
Ano: 2018
Páginas: 266
Nota: 5/5 🌟🌟🌟🌟🌟


Sinopse


      Karen Krupp acorda no hospital, sem ter a menor ideia de como foi parar nele. Tom, seu marido, diz que a porta estava destrancada quando ele entrou em casa, as luzes acesas, e que a esposa provavelmente saiu às pressas quando estava preparando o jantar, pelo que ele viu na cozinha. Karen perdeu o controle do carro enquanto dirigia a toda velocidade e bateu de frente num poste. 

     O mais estranho: o acidente aconteceu num dos bairros mais perigosos da cidade. A polícia suspeita de que Karen esteja envolvida em algo obscuro, mas Tom tem certeza de que não. Ele está casado com ela há dois anos, conhece muito bem a mulher. Será mesmo? Quando ela chega do hospital, Tom não obtém resposta nenhuma porque ela não se lembra de absolutamente nada.


Book Trailer





Resenha

     Em "Segredos e Mentiras", através da fala de um personagem, a autora Diane Chamberlain cita a seguinte frase: "Às vezes as pessoas guardam as coisas para si. Até mesmo as pessoas mais próximas da gente. Nunca se consegue conhecê-las de verdade". Era uma frase de outra história, mas que se encaixa perfeitamente na trama de "Uma Estranha em Casa". Aqui, somos apresentados ao casal Tom e Karen que, do dia para a noite, veem suas vidas se transformarem completamente. Com tantos fatos obscuros, já não é possível acreditar se tudo que viveram baseava-se em algo genuíno, ou se não passou de uma ardilosa farsa...

     Como eu já adiantei, antes de "Uma Estranha em Casa", li pela primeira vez uma obra de Shari Lapena no início de 2018, o romance "O Casal Que Mora ao Lado", que foi uma experiência extremamente gratificante. Quando soube do lançamento de outro livro da autora, rapidamente o adquiri para iniciar a leitura.

     Fiquei empolgado com livro, pois a premissa é muito boa. É o tipo de história que desperta meu interesse. E com a ótima experiência que tive com a obra anterior da autora, nem precisa dizer que criei boas expectativas, não é mesmo?

     Além do já elogiado plot, destaco também os personagens e a forma como foram apresentados. A escrita da autora permite identificação rápida com os personagens, mesmo em meio a tantos mistérios. Em poucas páginas já me vi íntimo de Tom e Karen, completamente envolvido em seus dramas. A impressão é de que nós, leitores, fazemos parte daquela vizinhança e acompanhamos a história de perto. Mas como leitores, ao invés de vizinhos, temos a vantagem de entrar no pensamento de cada personagem, através da narrativa. 

     Outro aspecto a ser destacado é o ritmo dos acontecimentos. A cada capítulo acontecia uma reviravolta e em alguns momentos já não sabia mais o que pensar sobre tudo. E, consequentemente, não conseguia parar de ler; o nível de ansiedade para chegar logo ao final e revelar todos os segredos da história era extremo! Resultado: terminei de ler em menos de três dias -  que no meu caso, é admirável, já que o trabalho e os estudos ocupam mais da metade do meu tempo.

     Pontos negativos em relação ao livro? Não tenho... "Uma Estranha em Casa", do meu ponto de vista, cumpriu muito bem o seu papel de entreter. Foi um livro que me manteve interessado ao longo de todas as suas 266 páginas, que me surpreendeu muito, apresentou uma galeria interessante de personagens e final intrigante. Até agora, mesmo depois de já ter iniciado a leitura de outro livro, todo esse universo proposto pela autora em "Uma Estranha em Casa" ainda permeia minha imaginação.

     Shari Lapena consolida seu estilo. Após "O Casal Que Mora ao Lado" e "Uma Estranha em Casa", já saberemos o que esperar em seu próximo livro, que já estou torcendo para que a editora Record publique logo. "An Unwanted Guest" ("Um Hóspede Indesejado", na tradução livre), promete tantas surpresas e reviravoltas quantos os demais livros da autora.



domingo, 3 de junho de 2018

Top 5 | Capas românticas de Trilhas Sonoras


     O primeiro volume da trilha sonora da novela "Segundo Sol" já está em fase de pré-venda. Além do repertório - onde se destacam novas versões de grandes sucessos do axé -, chamou atenção a capa produzida para o álbum, com os atores Giovanna Antonelli e Emílio Dantas, que interpretam os protagonistas Luzia/Ariella e Beto Falcão/Miguel. Muito elogiada nas redes sociais, a trilha já entrou para a lista das mais marcantes!

     Na última sexta-feira, dia 1º, Nilson Xavier, responsável pelo Teledramaturgia, destacou a trilha sonora em seu blog, no Uol, pelo esmero que a equipe responsável apresentou com a capa - algo que ultimamente não vinha acontecendo com as trilhas sonoras de novelas, em que a maioria apresentou imagens promocionais das tramas ou montagens com fotos de gosto duvidoso. E ainda: Xavier citou outras 5 belas capas de trilhas de novelas com casais, como em "Segundo Sol"

     A postagem de Nilson Xavier me chamou atenção por dois motivos: (1) pelo destaque - merecido - à trilha sonora de "Segundo Sol", que realmente ficou muito bonita e se sobressai em relação às outras novelas lançadas recentemente; e (2) por eu nunca ter parado para refletir sobre as capas de trilhas em que os casais românticos se destacam. Dessa forma, hoje resolvi listar as cinco trilhas de novelas com casais na capa que mais gostei. A seguir você vai conferir um número maior de trilhas de novelas recentes, mas, como o próprio Nilson Xavier afirmou, esse tipo de capa só passou a ser utilizada com mais frequência a partir da última década.  Confira:

sábado, 19 de maio de 2018

[TAG] Sete Pecados Literários


     Hoje respondo a mais um TAG: Os Sete Pecados Literários, que conheci lá no blog Entre Um Livro e Outro, que adoro acompanhar. Quando li a postagem sobre, não resisti e imediatamente me preparei para respondê-la, refletindo bastante sobre cada resposta. Algumas deram mais trabalho, outras já foram fáceis de responder. Por fim, me diverti bastante e espero que você curta as minhas respostas. Confira:

sexta-feira, 4 de maio de 2018

Completando 30 anos, "Vale Tudo" substitui "Bebê a Bordo" no Viva


Reprise de "Brega & Chique" foi cancelada.


     A semana tem sido agitada para o Canal Viva. Depois de cancelar a exibição de "Roda de Fogo" (1986) por "A Indomada" (1997), dessa vez suspenderam "Brega & Chique" (1987), que seria a substituta de "Bebê a Bordo". Para a substituir a novela de Carlos Lombardi, foi escolhida "Vale Tudo", uma das novelas mais queridas pelo público, e que já havia sido exibida no Viva em 2010, quando o canal estreou. As informações são de Patrícia Kogut, em sua coluna, no jornal O Globo.

      Apesar das atitudes nem um pouco agradáveis que a direção do canal vem tomando, confesso que fiquei surpreso. Nas redes sociais havia uma torcida pela nova exibição de "Vale Tudo", que completa 30 anos, mas não imaginava que de fato aconteceria. E o mais surpreendente é que, como informou Nilson Xavier em seu blog, a reestreia de "Vale Tudo" acontecerá em junho! Para isso, o Viva deverá editar os capítulos de "Bebê a Bordo", a fim de adiantar o seu término. 

     Por um lado, fiquei feliz com a notícia - "Vale Tudo" é uma das minhas novelas preferidas-, mas, por outro, não concordo com a postura do canal no que se refere à redução de "Bebê a Bordo".

      "Vale Tudo", escrita por Gilberto Braga, Aguinaldo Silva e Leonor Basséres, foi exibida originalmente entre 16 de maio de 1988 a 06 de janeiro de 1989, totalizando 204 capítulos. Foi também reprisada entre maio e novembro de 1992 no Vale a Pena Ver de Novo. Em 2010, retornou, na íntegra, pelo Canal Viva, inaugurando uma nova faixa de novelas. A direção é de Dennis Carvalho.




Referência

MEMÓRIA GLOBO. Vale Tudo. Memória Globo, 2018. Disponível em <http://memoriaglobo.globo.com/programas/entretenimento/novelas/vale-tudo.htm> Acesso em 04 mai. 2018;

PADIGLIONE, Cristina. Odete Roitman está de volta, para celebrar 30 anos de ‘Vale Tudo’. Telepadi, 04 mai. 2018. Disponível em <https://telepadi.folha.uol.com.br/odete-roitman-esta-de-volta-para-celebrar-30-anos-de-vale-tudo/> Acesso em 04 mai. 2018;

XAVIER, Nilson. Viva suspende Brega de Chique, encurta Bebê a Bordo para encaixar Vale Tudo. Blog do Nilson Xavier, 04 mai. 2018. Disponível em <https://nilsonxavier.blogosfera.uol.com.br/2018/05/04/viva-suspende-brega-de-chique-encurta-bebe-a-bordo-para-encaixar-vale-tudo/> Acesso em 04 mai. 2018.

quinta-feira, 3 de maio de 2018

O Retorno de "A Indomada" no Viva


Reprise de "Roda de Fogo" foi cancelada.


      Inconstante, o Viva de vez em sempre quando aparece com suas "surpresas". A excentricidade da vez foi o anúncio da reprise de "A Indomada" (1997), novela de Aguinaldo Silva e Ricardo Linhares, que foi escalada na última hora para substituir "Explode Coração" (1995), de Gloria Perez, que termina em julho. "Roda de Fogo", que anteriormente foi anunciada como a próxima novela que ocuparia a faixa das 23h30, teve sua reexibição adiada. Segundo Cristina Padiglione (03/05), não há informações oficiais sobre o motivo da troca.

     Essas e outras decisões da direção do Viva - como as edições que "Bebê a Bordo" vem sofrendo (que será tema de um post em breve) - expõem cada vez mais a falta de planejamento do canal e comprometimento com o público.

     AMO "A Indomada", é a novela da minha infância, mas abomino essas atitudes do Viva; essa troca repentina de novelas frustra o público e mancha a imagem do canal. Além de "Roda de Fogo", no ano passado "Jogo da Vida" foi anunciada, mas perdeu a vaga para "Bebê a Bordo", lembram? 

     Com direção de Marcos Paulo, "A Indomada" foi um grande sucesso popular da década de 90. Retrato bem-humorado do Brasil, a trama se passava na fictícia cidade de Greenville, no litoral do nordeste, que misturava realismo fantástico, a cultura nordestina e hábitos ingleses. A misteriosa figura do Cadeirudo, que atacava as mulheres em noites de lua cheia, é uma das maiores lembranças que tenho da novela. Se a direção não inventar de editá-la, pretendo acompanhar novamente...


Referência

MEMÓRIA GLOBO. A Indomada. Memória Globo, 2018. Disponível em <http://memoriaglobo.globo.com/programas/entretenimento/novelas/a-indomada.htm>. Acesso em 03 mai. 2018;

PADIGLIONE, Cristina. Canal Viva troca ‘Roda de Fogo’ por ‘A Indomada’ para suceder ‘Explode Coração’. Telepadi, 03 mai. 2018. Disponível em <https://telepadi.folha.uol.com.br/viva-adia-roda-de-fogo-e-anuncia-indomada-para-suceder-explode-coracao-estreia-em-julho/> Acesso em 03 mai. 2018.

terça-feira, 1 de maio de 2018

[TAG] Mês de Maio


O mês de Maio, enfim chegou!



     Finalmente chegamos ao mês de maio - um dos meses mais agradáveis e charmosos do nosso calendário. E juro para vocês que não gosto tanto assim de Maio só porque é o mês do meu aniversário e - não por acaso - também aniversário do blog (risos)! 

     Aqui no Brasil, o mês de Maio é o momento em que vivemos o ápice do nosso outono. O clima fica muito agradável, a paisagem ganha tons diferentes e atmosfera fica bem mais suave.

      Maio é um mês tão especial, que serviu de inspiração a Almir Sater e Paulo Simões. Eles foram responsáveis por compor "Mês de Maio", uma belíssima canção que Sater lançou em seu álbum "Terra de Sonhos", em 1994. Eu a conheci  através da novela "Tempo de Amar" (2017-2018), na qual foi tema de locação e passagens de tempo. 

     Inspirado pela música e, principalmente, pela chegada de Maio, criei uma TAG especial em comemoração. Confira abaixo e, se quiser, fique à vontade para também respondê-la!

segunda-feira, 30 de abril de 2018

"The Great Alone": Editora Arqueiro publicará o novo livro de Kristin Hannah


Novo livro de Kristin Hannah deve chegar ao Brasil em Agosto!


      Uma boa notícia para quem, assim como eu, é fã das obras de Kristin Hannah. Seu romance mais recente, "The Great Alone", lançado oficialmente em 06 de fevereiro, foi confirmado pela Arqueiro como a próxima publicação da autora no catálogo da editora. E, segundo indícios no site oficial da própria autora, provavelmente isso deve acontecer ao longo do mês de agosto.

Capa oficial do romance
     Ambientado em 1974 -, o livro nos leva a acompanhar os integrantes da família Allbright, que resolvem se mudar para o Alasca, a fim de começarem uma nova vida. Ernt Allbright, o patriarca da família, sofre de Transtorno do Estresse Pós-traumático (TEPT), consequência do terrível período em que viveu como prisioneiro da Guerra do Vietnã. Após não se adaptar em mais um emprego, Ernt resolve mudar-se com sua família para uma localidade remota do Alasca. Sua filha Leni, de 13 anos, vive em conflito: está amadurecendo e sonha em encontrar seu lugar no mundo, e está no meio da corrente tempestuosa do casamento de seus pais. Ainda assim, não perde a esperança de alcançar um futuro melhor para sua família. O que ela não imagina é que seu novo lar, que representa um recomeço, também será a ocasião para ela e sua família testarem todos os seus limites. Subestimando a aspereza de uma terra desconhecida, em algum momento se darão conta de que estão completamente sozinhos e que ninguém pode salvá-los, a não ser eles mesmos.

     A princípio, não me senti muito atraído pela história, mas conforme pesquisei e me aprofundei, fiquei mais animado; e já estou ansioso por seu lançamento no Brasil. Somente depois que entendi a complexidade da trama, a profundidade e a riqueza de seus personagens é que constatei que precisava lê-lo. E o fato de se passar na década de 70 é um atrativo a mais, já que eu gosto de conhecer tudo que se refere a esse período. 

     Estou curioso para saber o título que a editora Arqueiro dará para a história na tradução do romance, que não deve ser fiel ao original, eu acho. Mas espero mesmo é que a editora seja mais criativa com a capa. Dos romances recentes da autora, nossas capas têm superado as originais. Verdadeiras obras de arte!

     Além de confirmar o lançamento, a editora Arqueiro também afirmou que divulgará mais detalhes em breve. 

     E você? O que espera do próximo lançamento da autora no Brasil?


Referências

HANNAH, Kristin. Books: The Great Alone. Kristin Hannah, 2018. Disponível em <https://kristinhannah.com/books/the-great-alone/> Acesso em 30 abr. 2018;

HANNAH, Kristin. Books: International Editions. Kristin Hannah, 2018. Disponível em <https://kristinhannah.com/books/international-editions/> Acesso em 30 abr. 2018;

LEWIS, Andy. 'The Great Alone' Writer Kristin Hannah on What Turned a Failed Draft into a Hit. The Hollywood Reporter, 10 abr. 2018. Disponível em <https://www.hollywoodreporter.com/bookmark/great-alone-writer-kristin-hannah-what-turned-a-failed-draft-a-hit-1101254> Acesso em 30 abr. 2018.

quarta-feira, 25 de abril de 2018

[TAG] Minha Novela


     Hoje, 25 de abril, a grande autora Janete Clair completaria mais um outono. A "Nossa Senhora das Oito" e "Usineira de Sonhos", como ficou conhecida, até hoje é reverenciada entre os admiradores das telenovelas brasileiras. 

     Em sua homenagem, hoje resolvi responder a uma TAG muito especial, criada pela Isabelle Soares, em seu canal no YouTube, o EntreteraTube. De forma divertida, Isabelle criou a TAG "Minha Novela", onde foram desenvolvidas 16 perguntas sobre o universo das novelas.

     Essa postagem foi uma forma singela de homenagear Janete Clair, que foi a grande responsável por histórias que ficaram para sempre na memória afetiva de tantas pessoas, e que influenciou tantos outros autores a levarem emoção até o público, através de suas tramas e personagens. 

     Confira abaixo as minhas respostas à TAG "Minha Novela":

quinta-feira, 5 de abril de 2018

"Belíssima" substitui "Celebridade" no Vale a Pena Ver de Novo


Vale a Pena Ver de Novo: Globo continuará investindo em grandes sucessos dos anos 2000


      A TV Globo anunciou nessa quinta-feira, dia 05, a substituta de "Celebridade" no Vale a Pena Ver de Novo. "Belíssima", sucesso de Silvio de Abreu com direção de Denise Saraceni foi a escolhida para ocupar a vaga na faixa.

     Exibida entre 07 de novembro de 2005 e 07 de julho de 2006, totalizando 209 capítulos, "Belíssima" marcou época. Além da trama principal repleta de suspense, a novela também abordou o tráfico internacional de mulheres e apresentou trilha sonora internacional repleta de grandes sucessos que repercutiram nas rádios: "You're Beautiful" - James Blunt; "The Blower's Daughter" - Damien Rice; "Mind Trick" - Jamie Cullum; e "Because of You" - Kelly Clarkson foram alguns dos destaques.

     Uma crítica à obsessão pelo poder e pela imagem em uma sociedade regida por aparências, "Belíssima" é ambientada em São Paulo, e conta a história da ex-moradora de rua Vitória (Cláudia Abreu), que tem a vida infernizada pela vilã Bia Falcão (Fernanda Montenegro). A megera também não mede esforços ao criticar sua neta, Julia (Gloria Pires), comparando-a com sua falecida mãe, Stella Assunção - uma mulher linda e talentosa. Ao longo da trama, após um acidente automobilístico, Bia Falcão é dada como morta e uma grande reviravolta dá novos rumos para a história.

     Apesar de ser fã de "Belíssima" e considerá-la a melhor novela de Silvio de Abreu que assisti até hoje, não estou muito confiante de que sua reapresentação no Vale a Pena Ver de Novo possa alcançar o sucesso que a emissora espera. Assim como "Celebridade", a novela demorou para ser exibida na sessão, discute temas fortes para o horário e estreará pouco antes da Copa do Mundo, uma época complicada. Será que sua reprise conseguirá um êxito melhor que a da novela de Gilberto Braga?

     De qualquer forma, fiquei feliz com o anúncio e certamente acompanharei a novela pela Globo Play. É uma das melhores novelas das 21h da década de 2000, da qual eu guardo boas recordações. Além disso, terei a oportunidade de rever a estreia de Paolla Oliveira, uma das atrizes que mais admiro, na Globo. Não tem como perder! O retorno de "Belíssima" está previsto para o início de junho.


Referência

G1. 'Vale a pena ver de novo' exibirá novela 'Belíssima' depois de 'Celebridade'. Pop & Arte, 05 abr. 2018. Disponível em <https://g1.globo.com/pop-arte/noticia/vale-a-pena-ver-de-novo-exibira-novela-belissima-depois-de-celebridade.ghtml> Acesso em 05 abr. 2018;

MEMÓRIA GLOBO. Belíssima. Memória Globo, 2018. Disponível em <http://memoriaglobo.globo.com/programas/entretenimento/novelas/belissima.htm> Acesso em 05 abr. 2018.

sexta-feira, 30 de março de 2018

"Every Breath": As expectativas para o novo livro de Nicholas Sparks


     Há alguns dias, o escritor Nicholas Sparks finalmente divulgou as primeiras informações a respeito de seu novo livro. Em seu site e nas redes sociais, o autor demonstrou estar muito feliz e empolgado com o lançamento de seu vigésimo romance. E se o Sparks está assim, imagina seus leitores, fãs e admiradores? 

     Mas nem tudo são flores... "Every Breath" será lançado nos EUA apenas em 16 de outubro de 2018. Ou seja: só deve chegar ao Brasil em meados de abril, maio ou junho de 2019! 😢  O jeito é torcer para que Deus toque o coração da equipe da editora Arqueiro, para que assim eles possam se empenhar em encurtar ao máximo essa espera (risos)! 🙏

      Enquanto esperamos impacientemente pela chegada do livro ao Brasil, resolvi comentar as minhas primeiras impressões sobre o livro e as expectativas que gerou sobre tudo que foi divulgado até o momento. Confira:

quinta-feira, 29 de março de 2018

[Sinopse] "Se Eu Fechar os Olhos Agora" - Ricardo Linhares


Crimes repletos de mistérios movimentam a trama da minissérie inspirada no romance homônimo de Edney Silvestre.


     O autor Ricardo Linhares é o responsável pelo texto da minissérie "Se Eu Fechar os Olhos Agora", que a Globo apresentará futuramente.  Com direção artística de Carlos Manga Jr., a trama é protagonizada pelos atores João Gabriel D’Aleluia e Xande Valois, que interpretam, respectivamente, Paulo e Eduardo, dois adolescentes que são acusados, injustamente, de um crime que não cometeram.

      Baseada na obra do escritor e jornalista Edney Silvestre, "Se Eu Fechar os Olhos Agora" é ambientada na cidade fictícia São Miguel, localizada no interior do estado do Rio de Janeiro, na década de 60. A minissérie foi gravada em Catas Altas, no interior de Minas Gerais. A cidade foi escolhida por conservar arquitetura de estilo colonial, perfeita para a ambientação da história. Algumas gravações em locações externas também ocorreram no Rio de Janeiro.

     O livro que inspirou a minissérie - e que já está na minha lista de leituras - foi publicado em 2009, pela editora Record. O esboço do romance permaneceu na mente de Edney Silvestre por duas décadas, até que 5 anos antes da publicação, a ideia de como contar a história surgiu: "Um dia, num quarto de hotel, o título veio ao meu pensamento e então comecei a narrativa", revelou o autor, em entrevista ao jornal mineiro Hoje Em Dia, na época do lançamento. "Se Eu Fechar os Olhos Agora" rendeu a Edney Silvestre o 52º Prêmio Jabuti, na categoria de Melhor Romance.

     Ainda que o Gshow afirme que não há previsão de estreia para "Se Eu Fechar os Olhos Agora", há indicações no próprio site de que a minissérie vá ao ar a partir do dia 23 de abril de 2018, uma segunda-feira. Quanto ao horário e os dias da semana em que será exibida, é necessário aguardar os próximos anúncios da emissora. 

quarta-feira, 28 de março de 2018

[Sinopse] "Segundo Sol" - João Emanuel Carneiro

 A busca por um novo começo norteia os protagonistas da próxima novela das nove


     A partir do dia 14 de maio, o autor João Emanuel Carneiro retorna às novelas para nos contar uma nova história. Seu trabalho mais recente, a novela "A Regra do Jogo" (2015) ficou abaixo das expectativas do público, afinal, para quem escreveu fenômenos como "Da Cor do Pecado" (2004), "Cobras & Lagartos" (2006), "A Favorita" (2008) e "Avenida Brasil" (2012), não dava para esperar menos do que outro grande sucesso. 

     Em "Segundo Sol", sua próxima novela, JEC pretende não repetir os mesmos erros da trama anterior, conquistando os telespectadores pela emoção. "O drama familiar será maior do que em qualquer outra novela minha", declarou o autor em entrevista ao jornal O Globo.

     Outra novidade em seu próximo trabalho é a parceria com Dennis Carvalho, que, pela primeira vez, assume a direção artística de uma novela de sua autoria. João Emanuel Carneiro, se não estou enganado, é um dos autores que mais diversificou a direção de suas novelas, uma vez que é comum repetir a parceria em longa data. Denise Saraceni ("Da Cor do Pecado"), Wolf Maya ("Cobras & Lagartos"), Ricardo Waddington ("A Favorita" e "Avenida Brasil") e Amora Mautner ("A Regra do Jogo") foram os responsáveis pela direção de suas novelas até hoje. E essa alternância é interessante, pois nos permite observar a importância da integração entre roteiro e direção, onde o estilo de cada diretor é evidenciado nas obras de um mesmo roteiro.

    Na mesma entrevista ao O Globo, João Emanuel Carneiro se mostrou apreensivo por "Segundo Sol" ocupar a faixa de "A Força do Querer" e "O Outro Lado do Paraíso", dois grandes sucessos consecutivos de audiência do horário. Acredita que fará a melhor novela possível, mas não garante que alcançará 45 pontos de audiência.

     Até o momento, tudo que tem sido divulgado sobre "Segundo Sol" me faz recordar imediatamente da primeira novela do autor, "Da Cor do Pecado". Não sei se é pelo fato de suas tramas terem a região nordeste como cenário - "Da Cor do Pecado", em partes, era ambientada no Maranhão; e "Segundo Sol" na Bahia -, ou se é pelo estilo colorido, vibrante e solar que ambas têm em comum. Mas a verdade é que é impossível não ficar animado com "Segundo Sol". A trama é interessante, e a produção parece caprichar em cada detalhe. Que sejamos surpreendidos positivamente! 🙏

quarta-feira, 14 de março de 2018

[Top 5] As Melhores Novelas de Manoel Carlos


     Hoje, dia 14 de março, é o aniversário do escritor Manoel Carlos, que completa 85 anos. Maneco, como é carinhosamente conhecido, é um dos autores mais bem sucedidos da teledramaturgia brasileira. Querido por muitos telespectadores, suas novelas marcaram época e hoje estão presentes na memória afetiva do público.

     Maneco escreve novelas desde 1978. E uma das principais características de seus trabalhos são as protagonistas, que sempre recebem o nome de Helena - um costume que iniciou em "Baila Comigo" (1981). Sua obra também é conhecida por retratar os intensos dramas familiares, geralmente tendo a cidade do Rio de Janeiro - principalmente o bairro Leblon - como cenário de suas histórias.

      Em comemoração aos 85 anos de Manoel Carlos, relacionei as cinco novelas de sua autoria que mais gostei até hoje. É necessário que o leitor leve em consideração que ainda não tive a oportunidade de assistir "Maria, Maria" (1978), "A Sucessora" (1978), "Baila Comigo" (1981) e "Sol de Verão" (1982). Mas, caso assista a qualquer uma dessas, pretendo atualizar o Top 5 em outro momento, se alguma delas entrar para o ranking. Até lá, você pode conferir as minhas preferidas abaixo. E, se preferir, ao final da postagem, comente as suas novelas preferidas do autor!

sábado, 10 de março de 2018

[Resenha] "Um de Nós Está Mentindo" - Karen M. McManus

Muito além do "Quem matou?"!


     Eu adoro histórias que envolvem mistérios, investigação, etc. Por isso, assim que soube do lançamento de "Um de Nós Está Mentindo", fiquei muito empolgado. O livro de estreia da autora Karen M. McManus possui elementos básicos de uma história que facilmente me agradaria. Não leio tantos livros da editora Galera Record quanto gostaria, mas esse título, em especial, me impressionou instantaneamente. 

Se você ainda não o conhece, confira a sinopse do livro, clicando aqui.

     Foi através de um anúncio no Skoob que conheci "Um de Nós Está Mentindo". Sua capa se destacou e o título me interessou a pesquisar mais sobre a história, que consequentemente me fez adicioná-lo à lista "Quero Ler" do mesmo site. 

     Não tive receios em criar expectativas sobre o livro porque a todo momento tive a sensação de que seria uma leitura que me agradaria. Cheguei  a "prever" como a trama se desenvolveria e até arrisquei um palpite em relação à identidade do assassino. Mas é claro que estava totalmente equivocado! A experiência que tive com a leitura de "Um de Nós Está Mentindo" foi muito diferente do que eu estava esperando. E fiquei satisfeito com isso. 

     O que mais me surpreendeu nessa leitura é que, conforme as páginas avançaram, meu interesse se voltou exclusivamente para os dramas pessoais de cada um dos protagonistas. Quando me dei conta, a identidade do assassino já não era mais o meu principal interesse na narrativa. McManus criou quatro protagonistas com dilemas e histórias extremamente interessantes. Bronwyn, Nate, Addy e Cooper foram personagens bem construídos, mais profundos do que rótulos que carregam. E acabam se deparando com situações que nunca imaginariam um dia vivenciar. Envolvidos numa investigação como principais suspeitos de um crime, são obrigados a encarar seus segredos, medos, suas inseguranças, traumas e, principalmente, as consequências de seus atos.

     Apesar de classificá-lo como excelente, observei um aspecto que poderia ter contribuído para uma experiência ainda melhor na leitura de "Um de Nós Está Mentindo". Para mim, a narrativa em primeira pessoa, do ponto de vista alternado entre os quatro protagonistas, a cada capítulo, não foi uma ideia feliz da autora. No início eu fiquei muito confuso, pois, pelo fato de ainda não estar familiarizado com os personagens, levava alguns parágrafos até identificar quem estava narrando. E mesmo mais tarde, após alguns capítulos, se não fosse pelo nome dos personagens nos títulos, eu continuaria sem identificar. O perfil, a personalidade de cada um deles não foi evidenciada no texto, do meu ponto de vista. Outros livros já lidos por mim que utilizavam o mesmo recurso narrativo foram mais exitosos nesse sentido. Um exemplo é "Eu Te Darei o Sol", de Jandy Nelson, onde você logo sabe se é Jude ou Noah que está narrando a história, caso abra uma página aleatória. 

     A leitura de "Um de Nós Está Mentindo" veio para reafirmar que as pessoas são mais do que os rótulos em que são classificadas. E, às vezes, nem são, de fato, aquilo que costumam rotular. 

     "Um de Nós Está Mentindo" marca a estreia de uma carreira promissora para Karen M. McManus. Muito além de um simples "Quem matou?", o livro fomenta discussões e reflexões sobre temas bastante atuais, com personagens intrigantes e reviravoltas inusitadas.