terça-feira, 1 de setembro de 2015

DVD da novela "Rainha da Sucata" chega às lojas

      Ela transformou sucata em dinheiro e comprou o amor de sua vida.

     "Rainha da Sucata" foi um grande sucesso do início da década de 90, escrita por Silvio de Abreu e dirigida por Jorge Fernando.

      Sempre tive muita curiosidade em assistir a essa novela e, por ser tão lembrada e elogiada pelas pessoas, acabei criando muitas expectativas em relação a ela. Mas na sua reprise no Viva percebi que não era bem o que eu imaginava. Talvez porque eu não seja muito fã do estilo de Silvio de Abreu, mas de qualquer forma valeu a pena ver Regina Duarte em uma personagem tão marcante como a Maria do Carmo.

     Nesses 25 anos, a novela protagonizada por Regina Duarte e Tony Ramos já foi reapresentada no Vale a Pena Ver de Novo, em 1994 e também no Canal Viva, em 2013.

     Agora, é a vez de "Rainha da Sucata" ir para a sua casa, num box com 12 DVD's.





Sinopse


      Ambientada em São Paulo, a trama de Rainha da Sucata retrata o universo dos novos-ricos e da decadente elite paulista contrapondo duas personagens femininas, a emergente Maria do Carmo (Regina Duarte) e a socialite falida Laurinha Figueroa (Glória Menezes).

      Maria do Carmo enriquece com os negócios do pai, o vendedor de ferro-velho Onofre (Lima Duarte), e se torna uma bem-sucedida empresária, mas mantém os hábitos de seu passado humilde. Ela mora com o pai e a mãe, Neiva (Nicette Bruno), no bairro de Santana, na zona norte de São Paulo. 

      Apaixonada por Edu Figueroa (Tony Ramos), que a desprezara e humilhara na juventude, ela decide “comprá-lo”: propõe casar-se com ele para ajudar sua família, de origem tradicional, mas à beira da falência. Edu aceita a proposta, e a emergente, após o casamento, vai morar no casarão dos Figueroa, nos Jardins, sofisticado reduto da cidade. 

      Na nova casa, Maria do Carmo passa a viver um pesadelo por causa de Laurinha, madrasta de Edu, que é obcecada pelo enteado e faz tudo para conquistá-lo, não deixando a “sucateira” em paz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário