sábado, 31 de outubro de 2015

[Resenha] "Desaparecido Para Sempre", por Harlan Coben


     Em alguns casos, a verdade tem o poder de nos deixar extremamente abalados. E, ao mesmo tempo, ela também pode nos libertar. Ficar preso a uma ilusão ou uma grande dúvida é ainda mais doloroso. Em "Desaparecido Para Sempre", o protagonista Will Klein se vê diante de fatos nebulosos em relação a uma tragédia do passado que mexeu com a vida de todos os envolvidos. Consumido pela incerteza, Will decide ir atrás de toda a verdade, mesmo sabendo que isso poderá reabrir e causar novas feridas.

     "Desaparecido Para Sempre" foi o primeiro livro de Harlan Coben que tive o prazer de ler. Isso aconteceu há cinco anos e a partir disso li muitos outros romances do autor, como: "Confie em Mim", "Não Conte a Ninguém", "Cilada", "Fique Comigo", "O Inocente", "Seis Anos Depois" e o mais recente "Que Falta Você me Faz". Porém, nenhum deles superou o primeiro.

      Após tantos anos, resolvi ler novamente o "Desaparecido Para Sempre". Para isso, tive dois estímulos: nostalgia e dúvida. Nostalgia porque já não me recordava dos detalhes da história do livro que, além de tudo, é um dos meus preferidos (acho que isso acontece com grande parte dos leitores; bate uma saudade dos personagens, da trama... é inevitável não querer reviver determinada história). E dúvida porque queria comprovar se ele realmente era o melhor livro do autor ou se eu apenas fiquei empolgado e impressionado porque era o primeiro que eu estava lendo.

     Enfim, após a leitura, cheguei à conclusão que eu já esperava: pra mim, "Desaparecido Para Sempre" continua sendo o melhor livro do Harlan Coben. Depois de ter passado por tantos outros livros do autor, essa constatação se solidificou ainda mais.

     Nessa releitura, fui surpreendido novamente em determinadas situações. Como falei aqui, em razão do tempo, já não me recordava completamente dos detalhes do livro. Por isso, em alguns momentos, fiquei atônito com algumas revelações, mesmo já sabendo o desfecho da história.

     O que mais se destacou pra mim em "Desaparecido Para Sempre" é a capacidade de Harlan Coben em nos surpreender. Quando se lê um livro do autor pela primeira vez (principalmente a obra em questão), isso fica ainda mais evidente. Afinal, não estamos acostumados com a genialidade dele; e conforme nós conhecemos seus outros livros, mesmo já prevendo fortes emoções, ainda somos surpreendidos.

      Com todas as características do estilo de Harlan Coben, "Desaparecido Para Sempre" se sobressai ao narrar uma história emocionante e envolvente já nas primeiras páginas. Em seu desdobramento  nos deparamos com situações de tirar o fôlego, guiando o leitor a um desfecho memorável, impremeditável e sublime.

Nenhum comentário:

Postar um comentário