terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Êta Novela Boa! Humor e Otimismo são os destaques da novela de Walcyr Carrasco

     Depois dos dramas e os romances de "Além do Tempo", agora chegou a vez de embarcarmos no universo de Walcyr Carrasco e curtir uma história repleta de muito humor e também de romantismo.

     Além de possuir todas as características de uma autêntica novela de Walcyr Carrasco, "Êta Mundo Bom!", a nova novela das seis, traz uma mensagem de otimismo, transmitida pelo personagem Candinho (Sergio Guizé), o protagonista da história.

     No primeiro capítulo, apresentado ontem, já deu pra perceber que "Êta Mundo Bom!" tem tudo para ser um grande sucesso popular, devido à galeria de personagens carismáticos - e olha que nem todos foram apresentados ainda! - e ao texto sempre ótimo do Walcyr.

     Mas o que me surpreendeu e que já vinha chamando minha atenção nas chamadas foi a direção de Jorge Fernando. Fiquei impressionado com a qualidade da novela. Os cenários, os figurinos, as locações, os efeitos, as atuações do brilhante elenco... enfim, percebe-se que houve um capricho muito grande em cada mínimo detalhe.

     A única coisa que eu ainda não consegui aprovar foi a escolha da protagonista. Apesar de muito linda e talentosa, Débora Nascimento, do meu ponto de vista, não combina como heroína da história. Acho que ela está ótima interpretando a Filó, mas seria perfeito se ela fosse coadjuvante. E ela e o Sergio Guizé também não causam o mesmo arrebatamento como Alinne Moraes e Rafael Cardoso, que vimos na novela anterior. Hoje li o comentário de um internauta dizendo que a vilã Sandra, interpretada por Flávia Alessandra, irá "engolir a protagonista". Pois pra mim já havia engolido antes mesmo da estreia.

     Fora isso, no primeiro capítulo, "Êta Mundo Bom!" é só elogios. Vou torcer para que continue assim. Novelas como essa fazem muita falta e são garantia de muita diversão e emoção, como aconteceu em "O Cravo e a Rosa" (2000), "Chocolate Com Pimenta" (2003) e "Alma Gêmea" (2005), todas elas escritas pelo gênio Walcyr Carrasco.


Nenhum comentário:

Postar um comentário