terça-feira, 12 de janeiro de 2016

[Resenha] "Segredos e Mentiras", por Diane Chamberlain


"– Às vezes as pessoas guardam as coisas para si. Até mesmo as pessoas mais próximas da gente. Nunca se consegue conhecê-las de verdade."

     Em nossas vidas, criamos laços de amizade e apreço tão fortes com determinadas pessoas que dificilmente imaginamos que um dia elas possam nos decepcionar, embora isso seja possível.

     Há quem diga que, nesses casos, a decepção é ainda mais dilacerante porque nós nunca esperamos de quem consideramos como amigo. A expectativa que criamos é de que ela sempre nos será leal, sincera, empática, autêntica, etc.

      Mas ninguém é perfeito. E às vezes, as pessoas ocultam determinados fatos e sentimentos, enganam, desapontam. E quando isso vem à tona, acaba gerando sofrimento e mágoa.

     Em "Segredos e Mentiras", romance escrito por Diane Chamberlain, as amigas Emy e Tara passam por um momento semelhante após serem surpreendidas com o suicídio de Noelle, a melhor amiga delas. Inconformadas, elas começam a ir atrás de respostas que possam explicar a atitude de Noelle. Mas a cada descoberta, Tara e Emy chegam a contestar se de fato um dia conheceram a verdadeira Noelle.



Informações


Título original: The Midwife's Confession
Autora: Diane Chamberlain
Tradução: Regina Lyra
Editora: Arqueiro
Lançamento: 2014
Páginas: 288


Sinopse


      Noelle, Emy e Tara são mulheres muito diferentes, mas inseparáveis há mais de vinte anos. O laço que as une é tão forte que até seus maridos – ou, no caso de Noelle, o homem que chegou mais perto disso – se tornaram amigos, e as filhas de Tara e de Emy são como irmãs.

     Elas compartilham as alegrias e as tristezas e, nos momentos mais difíceis, têm sempre com quem contar. As três acreditam que sabem tudo umas sobre as outras. Mas, quando Noelle toma um coquetel de remédios fatal sem nunca ter dado o menor sinal de estar infeliz, Emy e Tara percebem que não a conheciam tão bem quanto pensavam.

     Então, da tristeza e da negação que o suicídio lhes traz, surge a necessidade de entenderem o porquê. Aos poucos, elas vão descobrir que o gesto de desespero aparentemente inexplicável da amiga é consequência de um grave erro e, à medida que tentam reunir os pedaços da vida de Noelle, trazem à tona um fato que pode ser tão doloroso quanto a perda de alguém querido.


Resenha


     Desde quando li pela primeira vez um livro de Diane Chamberlain, que no caso foi "Perdas e Danos", imaginei que nenhuma obra da autora pudesse superar a genialidade e sublimidade do romance em questão. Acontece que acabei me surpreendendo novamente.

     "Segredos e Mentiras" é aquele tipo de livro que você lê a sinopse, acha interessante, mas só quando começa a ler, percebe sua grandiosidade. E é como uma areia movediça: você entra na história, se envolve e não consegue mais sair. A cada momento uma nova informação aparece na trama e instiga o leitor a desvendar todo o mistério.

      A narrativa do romance é bastante semelhante à de "Perdas e Danos", confirmando o estilo da autora. Cada capítulo é narrado sob a perspectiva de um personagem. Os capítulos referentes às personagens Emerson (Emy), Tara, Anna e Grace são narrados em primeira pessoa, pelas personagens. Apenas os capítulos referentes à Noelle é que são em terceira pessoa. Falando assim, pode parecer um pouco confuso, mas não é. Pode acontecer de ficar um pouco perdido nos primeiros capítulos, mas acredito que em pouco tempo você acaba se acostumando. Em "Perdas e Danos" eu estranhei um pouco no início, mas depois que me familiarizei e acabei achando genial, assim como em "Eu Te Darei o Sol", que é parecido.

      Outro mérito, além da trama e dos recursos narrativos, é a galeria de personagens. É incrível a capacidade da autora em criar tipos tão reais, tão humanos, com características tão peculiares. Entre todos eu destaco a Noelle, a parteira da história. Em todos esses anos como leitor, eu nunca me deparei com uma personagem que pudesse envolver e mover tanto uma história.

      Comovente, memorável e surpreendente. Ao final da leitura de "Segredos e Mentiras" comprovei que Diane Chamberlain é uma das melhores escritoras, entrando para a minha lista de preferidos junto com Nicholas Sparks, Harlan Coben, Chevy Stevens, Gregg Hurwitz, Walcyr Carrasco e Zibia Gasparetto. São histórias como essa que me enchem de orgulho por saber apreciar o hábito da leitura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário