terça-feira, 17 de maio de 2016

[Sinopse] "Eu Sem Você", por Kelly Rimmer

     "Se você é fã de Jojo Moyes, David Nicholls e Nicholas Sparks, então irá amar Eu Sem Você" - Goodreads.

      Bastou eu ler a frase de recomendação acima, que toda a minha atenção se voltou para o próximo lançamento da editora Arqueiro, o romance "Eu Sem Você". Moyes e Nicholls eu ainda não conheço, mas só de ler o nome do Nicholas Sparks fiquei interessado na obra.

     Se Kelly Rimmer escreve tão bem quanto o autor de "No Seu Olhar", isso eu não sei. Parece que é o primeiro livro dela a ser publicado no Brasil. Aliás, o lançamento é no dia 08 de junho, mas você já pode conferir as informações básicas e a sinopse aqui no blog.

     "Eu Sem Você" narra a história do amor improvável entre Lilah, uma advogada ambientalista, e Callum, um publicitário. O casual encontro dos dois transforma a vida de ambos. Tanto, que nem mesmo um segredo de partir o coração é mais forte do que o amor que eles sentem.



Informações


Título original: Me Without You
Autora: Kelly Rimmer
Tradução: Thalita Uba
Editora: Arqueiro
Ano: 2016
Páginas: 304


Sinopse


     Há um ano, conheci o amor da minha vida. Para duas pessoas que não acreditavam em amor à primeira vista, até que Lilah e eu chegamos bem perto de dizer que isso aconteceu conosco. 

      Eu tinha um bom emprego em uma agência de publicidade e não fazia outra coisa além de trabalhar. Era incapaz de tomar decisões sobre meu futuro e minha casa inacabada e não sabia aproveitar a vida. Até conhecer Lilah. 

     Lilah MacDonald era uma advogada ambientalista linda e decidida – e, para minha surpresa, detestava usar sapatos. Era uma pessoa tão maravilhosa que é até difícil descrevê-la. 

      Nosso relacionamento não poderia ser mais improvável, mas me transformou profundamente. Comecei a enxergar as coisas de outra forma e a redescobrir antigas paixões. Lilah me ensinou a viver outra vez e a aproveitar ao máximo tudo o que a vida tem a oferecer. 

      Ela me proporcionou momentos incríveis, mas também manteve em segredo algo que partiu meu coração. Ainda assim, se há uma coisa que aprendi com Lilah é que o amor pode curar qualquer ferida. 

       Meu nome é Callum Roberts e esta é a nossa história.

****

Lilah - 7 de setembro

      Há uma coisa – e somente uma – que preciso lembrar: a maneira como me sinto esta noite. Caí de paraquedas nessa relação com Callum. Tenho me deixado levar, permitindo que a química entre nós nos guie, pensando que podemos fazer bem um ao outro. Quando nos encontramos por acaso na George Street, pensei que se eu acreditasse em “é para ser”, então era isso que era para ser. Eu me imaginei contando à minha mãe sobre como eu tinha tentado fazer a coisa certa e poupá-lo das complexidades da minha vida e que, então, ele simplesmente apareceu do nada bem na minha frente, logo no dia seguinte. Ela faria aquela cara de velha sábia que gosta de exibir para seus alunos e alegaria que o Universo estava tentando me dizer alguma coisa. Eu riria dela, mas, secretamente, adoraria, porque era naquilo que eu queria acreditar também.

       Mas, apesar dos protestos de Callum de que era um solteiro convicto, tudo o que eu via quando olhava para ele era alguém que queria amar e ser amado. Estamos nos apaixonando. A relação ainda está engatinhando, mas toda vez que nos vemos as palavras fluem e os sentimentos as seguem. Cada dia que eu prolongo isso apenas torna tudo mais difícil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário