domingo, 12 de fevereiro de 2017

[Lançamento] Nova edição de "Ninguém é de Ninguém", por Zibia Gasparetto

      Publicado pela primeira vez há quase duas décadas, o romance "Ninguém é de Ninguém", de Zibia Gasparetto e ditado por Lucius, ganha uma nova edição pela Vida & Consciência. Aliás, a editora, desde 2013 com "Esmeralda", vem relançando grandes sucessos da autora com nova capa e miolo. A prática, além de causar euforia nos fãs, também contribui para a conquista de novos leitores.

     Fiquei contente com a nova edição de "Ninguém é de Ninguém", pois considero-o um dos melhores e mais surpreendentes livros da autora. Inclusive, o romance merecia a nova edição há tempos.

     A nova edição me deixou tão empolgado que despertou a vontade de lê-lo novamente. Já se completaram pouco mais de cinco anos desde que o li pela primeira vez e desde então, curiosamente, não optei por uma nova leitura, como aconteceu com "Esmeralda", do qual eu, até agora, já li três vezes. Acho que já está mais do que na hora de inaugurar a sessão Vale a Pena Ler de Novo e reviver todas as emoções do romance.

     "Ninguém é de Ninguém" tem uma história forte, cujo tema principal é o ciúme. Através dele somos convidados a refletir sobre o verdadeiro significado do amor e a importância de possuir o equilíbrio necessário a fim de tornar as nossas relações cada vez mais harmoniosas.



Informações

Autor (a): Zibia Gasparetto
Ditado por Lucius
Editora: Vida & Consciência
Ano: 2017
Páginas: 411


Sinopse


      Roberto, é casado com Gabriela e pai de dois filhos. Após perder o emprego e a fonte de renda, Roberto passa a maior parte do tempo em casa, enquanto Gabriela, forte e determinada, começa a trabalhar cada vez mais para sustentar a família.

     Com o passar do tempo, ele sente aflorar em si um ciúme doentio e passa a seguir a esposa, fantasiando um relacionamento entre Gabriela e seu chefe. A desconfiança e a falta de autoestima aprofundam seu desespero, diminuindo, assim, as chances de Roberto retomar sua vida profissional.

      A desilusão, o ódio e a ambição envolvem os personagens em relacionamentos desgastantes, cheios de arrependimento, tragédias e descobertas. "Ninguém é de Ninguém" resgata acontecimentos oriundos de vidas passadas e mostra que o companheirismo, a dedicação e a confiança são caminhos para uma convivência plena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário