sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

[Trilha Sonora] "Dia, Lugar e Hora" - Luan Santana

     Uma das minhas leituras mais recentes, o livro "O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida" superou as minhas expectativas, marcando positivamente. Kate Eberlen comprovou muito talento e criatividade numa história empolgante e arrebatadora. E minha experiência com o livro foi tão gratificante, que ele até ganhou uma "Trilha Sonora".

     "O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida" narra a trajetória de Tess e Gus, dois jovens que se encontram, por acaso (ou não), durante uma viagem à Itália. Tess pede que Gus fotografe ela e sua amiga e o encontro não passa disso. Ao longo da narrativa, quando cada um segue com sua vida, alguns "quase encontros" e desencontros acontecem entre os dois. E durante a leitura, o leitor se pergunta: "Será que os dois de fato se reencontrarão?". Tess e Gus foram feitos um para o outro e estão destinados a ficarem juntos. E a expectativa para que isso finalmente aconteça é o que motiva os leitores a prosseguir com a leitura.

     Mas o livro de Kate Eberlen não fica só nessa expectativa. Tanto a vida de Tess, quanto a de Gus - narradas em capítulos alternados, e em primeira pessoa -, evidenciam a grandiosidade da vida. Cada um deles segue em frente, com seus obstáculos a serem superados, suas dificuldades nas relações familiares, suas decisões perante seus sonhos, suas paixões e todo o resto. E o maior aprendizado que tive com a leitura foi reconhecer que aquilo que mais esperamos da vida tem momento certo para acontecer.

     E de forma curiosa, foi exatamente no final do livro, quando cheguei a essa conclusão, que ouvi pela primeira vez a canção "Dia, Lugar e Hora", que faz parte do álbum "1977", do cantor Luan Santana, lançado no ano passado. Fazendo uma correlação do livro com a música, percebemos que existem muitas coisas em comum entre os dois - tanto que, quando ouço a música lembro logo do livro. A canção também defende o pensamento de que, quando as coisas devem acontecer, quando chega a hora, não existe nada que possa impedir. Até mesmo os acontecimentos desastrosos, que nos deixam irritados, podem ser favoráveis para que algo de maravilhoso possa sobrevir.

      Interessante como dois meios tão diferentes - a música e o livro - podem contar uma mesma história sob uma outra visão, não é mesmo? Se você ainda não leu "O Primeiro Dia do Resto da Nossa Vida", não deixe de fazê-lo. E se quiser ouvir a música, é só assistir ao clipe oficial do cantor, que deixo aqui no final da postagem:



     E até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário